Quarta-feira, 07.04.10

Pedido de colaboração - bullying

Não se pode actuar sobre nenhum problema sem antes saber o seu contexto e aquilo que as pessoas pensam sobre o mesmo.

Por isso, gostaria que participasse num pré-teste de investigação sobre Bullying, que tem como objectivo avaliar os conhecimentos da comunidade em geral sobre este fenómeno. Os dados são confidenciais e têm somente como destino o tratamento estatístico.

 

Poderá participar aqui.

 

Aceda ainda a um artigo anteriormente aqui publicado sobre bullying.

 

Grata,

Vanessa Dias

FPUL

Publicado por Psicologia & Alimentação às 14:14 | Link do post
Sábado, 27.02.10

«Gozando com o gordo»

De título original Laugh at the Fat Kid, este é um vídeo impressionante e merecedor de olhos bem atentos - mas sobretudo críticos. Trata-se de um rapaz que vive num contexto familiar onde a saúde à mesa não existe e o excesso de peso serve de motivo de gozação por parte dos colegas da escola. É um excelente retrato do dia-a-dia de uma boa quantidade de jovens pré-obesos ou obesos da nossa sociedade.

 

Publicado por Psicologia & Alimentação às 00:35 | Link do post
Sábado, 20.02.10

Psicologia Experimental: selecção de vídeos

Eis alguns vídeos de experiências marcantes na área da Psicologia:

 

Asch, 1956

Conformidade e Pressão Social

Parte I

 

Milgram, 1963

Autoridade e Obediência

Parte I

Parte II

Parte III

 

Zimbardo, 1971

Experiência «Prisão Stanford»

Parte I

Parte II

Parte III

 

 

Saber mais sobre a realização da experiência na Prisão Stanford aqui, no website da experiência.

 

Publicado por Psicologia & Alimentação às 23:08 | Link do post
Segunda-feira, 15.02.10

Bullying

Resumo

O «bullying» é um tipo de intimidação que se traduz em comportamentos como gozar, ameaçar, agredir e/ou vitimizar alguém. Este tipo de comportamento, baseado em diferentes tipos e formas de agressão e de violência, pode ter origem em múltiplos factores (e.g. genética, ambiente familiar, baixa auto-estima, insegurança, racismo). Este fenómeno é no entanto gradual, havendo uma tendência para se tornar cada vez mais grave, à medida que os episódios de abuso (físico, verbal ou psicológico) se vão repetindo e intensificando. Apesar de existirem dificuldades acrescidas na detecção de casos de bullying, existem alguns sinais que os pais podem ter em atenção para uma intervenção precoce e um desfecho breve da situação. Os pais devem ainda pedir suporte aos professores dos seus filhos, médicos e/ou psicólogos, os quais através do diálogo aberto ajudarão a tomar a melhor decisão sobre o que fazer.


Palavras-chave: agressão, bullying, comportamento, crianças,
educação, intervenção, prevenção, violência

 

Ler o artigo na íntegra (!alterado em 16 de Fevereiro, 2009)

Publicado por Psicologia & Alimentação às 03:43 | Link do post



Hiperligações

Procurar no blog...

 

Histórico



Logótipo recriado por Luís Carvalho (2009).

Fonte das imagens originais, ver I e II.
blogs SAPO

subscrever feeds